Série Mulheres do Cerrado apresenta mulheres quilombolas de Mumbuca-TO e Kalunga-GO

Neste mês de dezembro o Jornal do Campo (JC) exibiu a série Mulheres do Cerrado em três capítulos. O primeiro que foi ao ar em 01/12 tem como principais personagem as mulheres artesãs da Comunidade Quilombola Mumbuca localizada no Parque Estadual do Jalapão-TO. A segunda, exibida em 08/12 apresenta o trabalho das mulheres da Comunidade Quilombola Kalunga -GO, o maior território quilombola certificado do Brasil. O terceiro e último episódio, ainda vai ser exibido, terá como personagem principal: A  as mulheres indígenas do território Karajá.

A reportagem sobre as mulheres quilombolas da comunidade Mumbuca, apresenta a relação das mulheres artesãs com a natureza e de maneira especial, o capim dourado, matéria-prima do artesanato produzido na comunidade: “exemplo de resistência e consciência social”. (Acesse a reportagem completa aqui)

Kalunga significa Ser Grande, e também uma planta de raízes profundas assim como a relação das famílias quilombolas com o território. As mulheres Kalunga apresentam a valorização da cultura, organização, a educação, a luta e a resistência que tem como referência vó Procópia dos Santos Rosa, 87. (Acesse a reportagem completa aqui)

A Série Mulheres do Cerrado exibida pela TV Anhanguera, afiliada Rede Globo, foi produzida pelo Jornal do Campo que vai ao ar, em rede nacional, aos domingos pela manhã: 01/12 e 08/12/2019.

Créditos

Imagens: Joselito Barreto

Reportagem: Marco Venício

Vídeos disponível no site do G1

 

Por Maryellen Crisóstomo

Jornalista – CONAQ

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram