Sai o primeiro crédito Pronaf Custeio para o cultivo de palmito pupunha na comunidade remanescente de quilombo Pilões, em Iporanga/São Paulo

O Grupo Técnico de Campo (GTC) do Itesp em Eldorado elaborou o primeiro projeto de crédito do Pronaf Custeio para cultivo de palmito-pupunha. A produtora Tema Oliveira da Costa, da comunidade Pilões, em Iporanga, foi beneficiada. Com histórico de produtora admiplente, em razão dos créditos já contratados no Banco do Brasil, Telma pôde encaminhar a primeira proposta com o aval do banco.

O crédito Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário é um instrumento indispensável de apoio ao agricultor familiar e deve ser utilizado com acompanhamento técnico para que o produtor obtenha o rendimento necessário para quitá-lo e possa estruturar sua propriedade.

As comunidade quilombolas vêm acessando o recurso desde a safra 2005/2006, na linha B, cujo valor máximo é de R$ 2.500. A cautela na utilização do crédito é necessária para que não haja endividamento. Somente a partir da safra 2009/2010, vários grupos passaram a acessar a linha C e D (hoje V). A solicitação dos créditos Pronaf tem sido uma atividade constante no GTC de Eldorado.

Fonte: Boletim Itesp On Line nº573

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram