Ruralômetro- medindo a febre ruralista dos deputados

“Criamos um termômetro que mede como cada deputado federal atuou em leis importantes para o meio ambiente, indígenas e trabalhadores rurais. Quanto pior o impacto dos projetos que o parlamentar votou ou propôs, mais alta é a sua temperatura. A “febre ruralista” indica comportamento negativo nessas áreas.”

TEMPERATURA

Seguimos dois critérios para calcular a temperatura dos deputados: como cada um votou nesta legislatura e quais foram os projetos de lei propostos. Organizações do setor socioambiental avaliaram esses projetos, indicando se o impacto é negativo ou positivo para o meio ambiente, comunidades tradicionais e trabalhadores rurais. Quanto pior o impacto dos projetos que o deputado

votou ou propôs, mais alta é sua temperatura. Além da temperatura, o os filtros permitem descobrir quais deputados têm multa no Ibama, violaram a lei trabalhista e deixaram de recolher o INSS. Os filtros revelam, ainda quais receberam financiamento de empresas autuadas por infrações ambientais ou flagradas por trabalho escravo na campanha de 2014.

Quer ver o Ruralômetro, acesse o site: https://ruralometro.reporterbrasil.org.br/
*Texto e pesquisa originais disponíveis no site Ruralometo.ReporterBrasil