09 jul

Quilombo Urbano Barranco de São Benedito, em Manaus-AM sedia a 2ª oficina de Fortalecimento Institucional da CONAQ na região Norte

Entre os dias 06 e 07 de julho, o Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito, localizado em Manaus, capital do estado do Amazonas, recebeu os Coordenadores Executivos da CONAQ, apoiadores do movimento quilombola e lideranças  das comunidades quilombolas do estado.

Esta ação, foi a segunda oficina do projeto de Fortalecimento Institucional e Coletivo da CONAQ na Região Norte. Levou como principais temas para discussão: o REDD (Redução de Emissões de Desmatamento e Degradação florestal, CAR (Cadastro Ambiental Rural), Organicidade dos Instrumentos de Gestão dos Territórios Quilombolas.

Dona Maria Amélia dos Santos Castro, quilombola do município de Barreirinha, Rio Andirá, falou um pouco sobre à importância da oficina realizada pela CONAQ no estado do Amazonas para as comunidades nortenhas:

“Esse evento que a CONAQ veio trazendo aqui até nós, vai ser um reforço muito grande para as comunidades quilombolas rurais, porque muitas pessoas que aqui estiveram, nunca tinham visto uma palestra muito boa e bem explicada. Então todos eles, que vão voltar para suas comunidades, vão levar essa semente para germinar.”

Quem também comentou sobre a oficina foi  João Vieira, da comunidade quilombola Serpa, do município de Itacoatiara, localizada na região metropolitana de Manaus:

“É uma satisfação a gente estar com a CONAQ e dizer que tudo aquilo que a gente fez aqui, era realmente o que estávamos objetivando. Acho que foi muito importante, para que as comunidades como um todo pudessem ter exatamente uma noção de que juntos, somos mais fortes. Então vejo que hoje, aqui, foi um passo fundamental, sabe? Nós criarmos nossa coordenação e hoje, assim, mais do que nunca, eu acho que a gente vai lutar um pelo outro, esse é o aprendizado!”

A oficina contou com a presença de cerca oito comunidades rurais quilombolas do estado do Amazonas, entre elas a comunidade urbana do Barranco de São Benedito, na qual foi sediada as atividades. A atual organizadora dos festejos de São Benedito, Jamily Souza da Silva, contou como foi receber a CONAQ e as outras comunidades no seu quilombo urbano:

“Esse evento que a CONAQ trouxe para cá, para nossa comunidade, aonde a gente pôde reunir todos os outros territórios quilombolas certificados pela Fundação Palmares, pra gente é extremamente emocionante pelo momento, porque é a primeira vez que a CONAQ veio reunir todas as comunidades. Então assim, foi um evento muito prazeroso, aonde a gente pôde trocar experiências, saber a realidade de cada comunidade, a CONAQ pôde nos ouvir e foi uma troca de conhecimentos né? Aonde cada pessoa que participou desse evento vai levar para sua comunidade tudo que foi absorvido aqui, nessa oficina, então eu estou extremamente feliz, por esse evento e daqui pra frente, eu acho que é só crescer, pois a gente já tinha uma base de articulação aqui no Amazonas, e a partir desse evento a gente vai expandir.”

A comunidade Barranco de São Benedito, foi o segundo quilombo urbano certificado do país, no ano de 2014. O quilombo está localizado na Zona Sul de Manaus, no Bairro da Praça 14 de Janeiro. Há 129 anos os descendentes de Dona Maria Severa Nascimento Fonseca vivem naquele lugar e mantém a tradição da comunidade viva.

Como uma forma de manter a tradição da comunidade, o quilombo promove anualmente a festa em homenagem ao santo protetor do lugar, como já se evidencia no nome, é o São Benedito. A festa é conduzida com fortes manifestações culturais e religiosas. Considerada também como o berço do samba de Manaus-AM, a comunidade se reúne todos os sábados para festejar com muitas comidas típicas e samba de raiz.

Na ocasião da Oficina de Fortalecimento Institucional, a CONAQ  teve a oportunidade de conhecer mais a comunidade Barranco de São Benedito,  tendo contato com o espaço das “Crioulas de São Benedito”, onde mulheres quilombolas aproveitam o espaço para dialogar e debater questões afirmativas femininas da comunidade, além de poder comercializar produtos confeccionados pelas mesmas e assim, colaborar na economia de suas casas.

*Matéria: Nathália Purificação- Assessoria de Comunicação CONAQ

*Fotos: Nathália Purificação e Jamily Sousa da Silva