PI – Conheça a história do quilombola eleito Vereador em Redenção

 

É muito comum em todas as manifestações, reivindicações, protestos se ouvir slogans ou palavras de ordem do tipo “o povo, unido, jamais será vencido”. Essa sem dúvida alguma é uma máxima verdadeira, afinal o poder emana do povo e, um povo unido se torna um poder forte.

A Comunidade Brejão dos Aipins, negligenciada pelos governos ao longo dos anos, começou a mudar sua história entre os anos de 2006 a 2008 com o reconhecimento por parte do Governo Federal como Comunidade remanescente de Quilombo. Daí pra cá, algumas conquistas têm sido alcançadas, porém ainda distante daquilo que realmente se almeja. No entanto, um trabalho de conscientização, autorreconhecimento, autovalorização tem sido feito e o resultado já se pode observar numa eleição por exemplo.

Ao longo dos tempos e, principalmente pelas condições de vida daquela comunidade, foi implantada uma consciência de que aquele povo devia muitos favores aos políticos do município, porém com esse trabalho de conscientização se chegou ao consenso de que é exatamente ao contrário. Sendo assim, conheça um pouco da história da prova viva do resultado desse trabalho, uma aposta da comunidade como legítimo representante outorgado por seus moradores.

 

HISTÓRICO SANDRO HENRIQUE

sandro

Sandro Henrique Ferreira da silva, 23 anos de idade, nascido em 23 de agosto de 1993. Filho de Maria do Socorro Ferreira da Silva, tem 10 irmãos.

No ano de 2007, Aos 12 anos de idade, Sandro Henrique tomou a iniciativa de sair de sua comunidade para estudar no município de Bom Jesus, cidade onde reside seu pai biológico de quem bateu à porta e disse: “quero estudar”. Mesmo sendo de família humilde ele sempre superou os desafios da vida e sempre foi um vencedor.

Cursou todo o ensino médio no Centro de Ensino Médio de Tempo Integral Franklin Dória, onde em 2010 concluiu o ensino médio e no mesmo ano foi aprovado no Psiu para ingressar na Universidade Federal do Piauí – UFPI. No terceiro período do curso de graduação, foi contemplado com uma bolsa de estudo no valor de R$ 400,00. Mesmo com todas as dificuldades financeiras da sua mãe, ele concluiu o curso de graduação no ano de 2015.

Isso mostra que não é porque mora em uma comunidade quilombola e vem de família pobre que não se pode lutar pelos seus objetivos e alcança-los. Em 2016, o Sandro Henrique fez a prova da Pós Graduação em Geoprocessamento e Licenciamento Ambiental pelo Instituto Federal do Piauí – IFPI Campus Corrente e foi aprovado e 4º lugar, estando atualmente em curso naquela cidade.

Pensando nas eleições 2016, a Comunidade quilombola Brejão dos Aipins se articulou e decidiu que tinha que colocar um representante que reside no seu interior para representa-los no Poder Legislativo na Cidade de Redenção do Gurgueia – PI. Foi dai que surgiu o nome do Sandro Henrique para pleitear uma vaga na câmara municipal de Redenção do Gurgueia, rapaz direito, bem visto na sociedade, de família humilde, porém muito grande.  Com o intuito de ajudar a sua comunidade, ele se colocou a disposição e foi para a luta sempre defendendo o seu povo sofredor, mas batalhador e que nunca perdeu a esperança de dias melhores e de serem valorizados pelos gestores daquela cidade.

O Sandro Henrique fez uma campanha humilde, com pouco recurso financeiro, mas, com sinceridade, respeito ao próximo e sempre colocando o Senhor Deus em primeiro lugar. Com a sua comunidade apoiando e abraçando a causa, ele foi eleito em 7º lugar com 229 votos. Em entrevista na Radio local, o Sandro Henrique reafirmou seu compromisso de trabalhar em prol do povo de Redenção do Gurgueia, mas sempre tendo um olhar diferenciado para a sua comunidade.