Mostra no DF exibe filmes sobre quilombos e comunidades negras latino-americanas

Em homenagem à semana da Consciência Negra, mostra exibe dois documentários e oferece quatro palestras entre 21 e 22 de novembro. Entrada é gratuita e sessões começam às 19h.
Filme 'Quilombo rio dos macacos' faz parte da mostra exibida no Instituto Cervantes de Brasília (Foto: Instituto Cervantes de Brasília/Divulgação)

Filme ‘Quilombo rio dos macacos’ faz parte da mostra exibida no Instituto Cervantes de Brasília (Foto: Instituto Cervantes de Brasília/Divulgação)

Instituto Cervantes de Brasília vai exibir entre esta terça (21) e quarta (22) a mostra “Re-existências Afro-Ameríndias”. A programação, feita em homenagem à semana de Consciência Negra, conta com filmes e palestras sobre comunidades quilombolas e negras latino-americanas. A entrada é gratuita e as atividades começam às 19h nos dois dias.

Nesta terça, será exibido o filme “Quilombo Rio dos Macacos”, do diretor Josias Pires. O documentário inédito fala sobre conflitos e negociações da terra da comunidade quilombola Rio dos Macacos, na Bahia.

O longadenuncia violações aos direitos humanos: falta de acesso à água, saúde, educação, moradia e trabalho. Aspectos culturais e simbólicos da comunidade também fazem parte da narrativa do filme.

'La voz de los sin voz, Tocaña' está na programação do evento (Foto: Instituto Cervantes de Brasília/Divulgação)

‘La voz de los sin voz, Tocaña’ está na programação do evento (Foto: Instituto Cervantes de Brasília/Divulgação)

Na quarta, o público poderá assistir a “El último quilombo”, do diretor argentino Alberto Masliah. O filme foi premiado como melhor documentário nacional na XV edição do Festival Internacional de Cinema sobre Direitos Humanos, em Buenos Aires, na Argentina.

O longa-metragem faz uma viagem ao povoado de San Félix para narrar as lutas e dificuldades que os moradores da região enfrentam. A comunidade é formada por descendentes de escravos negros.

Para encerrar a programação, será exibido o filme “La voz de los sin voz, Tocaña”, de direção de Marcel Cluzet. O documentário foi filmado na comunidade de Tocaña, na Bolívia.

Programação

Terça (21)

19h – Palestras: Educação escolar quilombola – Um ensaio decolonial (Givânia Maria da Silva); Quilombos, palenques, cimarrones e a resistência negra (Barbara Oliveira Souza)

20h – Exibição do filme “Quilombo Rio dos Macacos”

Quarta (22)

19h – Palestras: Comunidades rurais negras na América: Memória e soberania intelectual (Leandro Bulhões); Cor e resistência diante da tela branca (Pablo Lucena)

20h – Exibição do filme “El último quilombo”