Festivais Quilombolas movimentam os estados de Minas Gerais e Espírito Santo neste final de semana

Começam a partir de sexta-feira, 11 de maio de 2018, e vão até domingo, 13 de maio, dois festivais importantes que celebram a cultura quilombola, seus saberes e resistências.

Ambos os festivais estão em sua terceira edição. Tratam-se do CANJERÊ- Festival de Cultura Quilombola de Minas Gerais, e da VIRADA CULTURAL QUILOMBOLA, festival que acontece na cidade de São Mateus, no Espírito Santo.

A Virada Cultural Quilombola é promovida pela Associação de Pequenos Agricultores Rurais da Comunidade Quilombola Divino Espírito Santo, e nesta edição traz o tema “Memória e Identidade”. Além disso, pretende trazer para a discussão temas como tradição, empoderamento, feminismo e comunicação.

Ao longo dos três dias de evento acontecerão diversas apresentações culturais tradicionais como o Jongo, Reis de Boi, Quadrilhas, Dança de Fita, Dança do Café; ainda haverá shows de artistas e grupos da região além de outros artistas convidados.

Durante a Virada Cultural também acontecerão momentos de debate e formação, dentre eles, uma mesa institucional com a presença de autoridades, e uma roda de conversa com grupos produtivos de mulheres quilombolas. Toda a programação da Virada pode ser vista aqui no site.

Segundo Katia Penha dos Santos, liderança quilombola no Espírito Santo e uma das realizadoras do evento, a expectativa para este terceiro encontro é grande. Estima-se que ao todo 10 mil pessoas participarão da Virada Cultural e, segundo ela, mesmo com as adversidades, “o evento já está na rua”.

“Amanhã a gente começa às 19 horas, com a celebração afro, trazendo a cultura e nossa religiosidade para dentro do evento. É na correria mesmo, é com dificuldade, mas a gente continua nos alimentando da força daquilo que nos rege, cada dia é um dia de batalha para que a gente consiga vencer todo o tipo de discriminação, de racismo institucional impregnado nas instituições públicas do município e do Estado. É a cada dia matar um coelho para que a gente possa permanecer com nossa cultura viva. Mas, seguimos! Seguimos com a terceira Virada Cultural-Memória e Identidade Quilombola.

Em Minas Gerais, o CANJERÊ traz como mote do evento deste ano os 130 anos da abolição da escravatura. O festival que acontece no Circuito da Liberdade, na Praça da Liberdade em Belo Horizonte, contará com diversas mesas de discussão de temas relevantes para as comunidades quilombolas ao longo de todos os dias de evento.

Além dos debates, durante todos os dias estarão em exposição produtos artesanais, culinários e da agricultura familiar quilombola de diversas regiões de Minas, serão 60 barracas ao todo. Ainda, acontecerão momentos de apresentações artísticas-culturais de grupos formados por quilombolas e alguns convidados.

Mais de 40 comunidades quilombolas irão participar desta 3ª edição do CANJERÊ, aproximadamente 600 quilombolas mineiros estarão participando das atividades deste ano, além do público de Belo Horizonte e região, que também está estimado em 10 mil pessoas.

Toda a programação do Canjerê pode ser acessada no seguinte link:

http://www.iepha.mg.gov.br/index.php/noticias/330-belo-horizonte-recebe-a-3-edicao-do-canjere-festival-de-cultura-quilombola-de-minas-gerais

A CONAQ reforça a importância de eventos como estes e convida todas e todos para se aquilomborem conosco neste final de semana!

Texto: Assessoria de Comunicação CONAQ