UNEafro faz doações de cestas básicas para comunidades quilombolas de três estados

De acordo com o levantamento atual de casos o Brasil tem mais de 88 mil mortes por coronavírus confirmada esta quarta-feira (29). Comunidades quilombolas, Aldeias Indígenas e regiões periféricas estão mais vulneráveis ao novo vírus por estarem mais afastados dos centros de saúde e por serem menos favorecidos aos olhos do governo. pensando nisso, instituições e organizações passaram a apoiar essas comunidades com doações de kit de higienes e álcool em gel. 

Entrega de cestas básicas no Estado do Pará

 

A UNEafro em parceria com a CONAQ realizou doações de cestas básicas para comunidades quilombolas das regiões norte e nordeste. Nesta ação, três estados foram contemplados com as doações de cestas básicas.


O processo de realização da ação foi inciada pela CONAQ a partir da colheita de informações que as lideranças conseguiam reunir para a articulação das doações.
 Magno Nascimento – coordenador a Malungu-PA foi um dos responsáveis por estabelecer e mediar essa ação no estado do Pará. As doações no estado foram divididas em duas etapas, as comunidades Cacoal, munícipio do Espirito Santo, Ramau Bacurie e Castelo foram atendidas na primeira etapa e a segunda etapa form contempladas outrs comunidades com maior dificuldade de acesso e que mais foram prejudicadas com a execução de suas atividades diárias. O coordenador elogia a iniciativa da UNEafro e evidencia que essas atividades são necessárias e reduzem os maiores danos.

Entrega de cestas básicas no Estado do Pará

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Essas doações vieram na melhor hora e inclusive na hora de dificuldade, mas que pelo menos ajuda as comunidades enfrentarem a realidade que estão passando e essa doação a gente sabe que não resolve, mas ela ameniza e ajuda as comunidades de maneira significativa.”

 

O Amapá também foi um dos estados contemplados com a ação da UNEafro. Atualmente é uma das regiões com maior número de óbitos pelo covid-19 em comunidades quilombolas. Núbia Cristina, coordenadora da CONAQ e liderança no estado relata que o processo de seleção das comunidades a serem contempladas com as doações “Existe uma linha de prioridades, nós conseguimos priorizar as famílias que estão em vulnerabilidade social, que não foram atendidas com nenhum tipo de benefício ou cestas alimentares, e pessoas que foram afetadas”. As regiões da pedreira, Abacate, Ressaca, Santo Antonio, Lagoa dos Índios e Coração, foram selecionadas para receber as cestas.

Entrega de cestas básicas no Estado do Pará

Entrega de cestas básicas no Estado do Pará

De acordo com a atualização de dados de controle coletados pela CONAQ, os óbitos quilombola por covid-19 já estão em 138 vítimas quilombolas e os estados do Pará, Amapá e Rio de Janeiro lideram a lista dos mais atingidos.

 

Tenha acesso a atualização do Boletim de casos de covid nos quilombos de todo os Brasil.

COVID-19: com 1.540 quilombolas infectados, Pará representa 40,5% dos casos confirmados em todo o país

 

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram