Maria Trindade da Silva Costa… Presente! Presente! Presente!

Líder quilombola da comunidade Santana da Baixo Jambuaçu, no município de Moju, no nordeste do Pará, era popular na região e lutava pelos direitos dos quilombolas no Pará. (Foto: Danielle Siqueira Pereira/Arquivo pessoal)

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas – CONAQ, lamenta o assassinato de mais uma mulher quilombola no país, a liderança Maria Trindade da Silva Costa do Quilombo Santana da Baixo Jambuaçu, no município de Moju/Pará. Infelizmente a companheira Maria Trindade entra nas estatísticas de mulheres assassinadas no país, Maria Trindade, foi encontrada 24h após seu desaparecimento na última sexta 23/06 pelo seu filho encontrada com punho e cabeça quebrados e seu rosto machucado com muitas marcas de pauladas, com sinais de violência sexual.

Tal brutalidade deste crime não pode ficar impune, a CONAQ exige que a justiça se cumpra encontrando quem cometeu a barbárie, só no estado do Pará em 2017 a Maria Trindade soma-se a mais 18 lideranças rurais assassinadas peplo conflito agrário, quase todos os crimes sem culpados.

A CONAQ solidariza a toda família da Maria Trindade, ao quilombo Santana de Baixo Jambuaçu, ao município de Moju e aos milhares de quilombolas deste país que vêem seus direitos sendo retidos a todos os momentos em especial o direito a vida.

 

Maria Trindade da Silva Costa… Presente! Presente! Presente!

 

Coletivo de Mulheres  da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas – CONAQ

 

 

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram