13 jul

Festa N’Golo: Quilombo de Mesquita resgatando raízes

Festa do N´golo – Kilombo Mesquita Resgatando Raízes
O Kilombo Mesquita realizará nos dias 14 e 15 de julho a Festa do
N´golo, um movimento de resgate de sua raiz ancestral que é também
angolana. Em sua primeira edição a festa batizará uma bebida a base do
Quiabo-de-angola (Hibiscus sabdariffa) que é produzida há séculos no kilombo,
mas que nunca recebeu nome próprio. Até então é conhecida apenas como
vinho de Quiabo-de-angola.
Pensando em superar esta lacuna e também no intuito de diferenciar da
bebida produzida da uva (vinho), encontrou-se a palavra n’golo (ungolo). Este é
o nome de uma dança antiga do povo Macupe, do sul de Angola, um dos
antecedentes da capoeira. Apesar de ser nome de dança, remete ao nome do
país, permitindo a valorização de diferentes aspectos dessa referência.
O batizado do N´golo será realizado às 16h do sábado (14) e contará
com as presenças das lideranças comunitárias do Kilombo Mesquita, dos
patriarcas e mestres de saberes e do príncipe angolano Aércio Van-dunem.
Apesar da mesa oficial, o dia será todo de festa, iniciando às 10h, seguindo até
às 22h e se repetindo no domingo (15) – confira a programação. O evento será marcado pela degustação do N´golo e pela venda do
produto. Outros atrativos como comidas típicas a base do Quiabo-de-angola,
prato típico angolano e artesanatos serão vendidos a preços acessíveis com
valores entre R$ 5,00 e R$ 20,00. Também haverá muita música, danças e
fogueira dedicada à ancestralidade Mesquita.
Quiabo-de-angola – da família botânica Malvaceae, é originário dos
continentes africano e asiático. Atualmente encontra-se adaptado em muitas
áreas das Américas. Esta planta apresenta boa adaptação às condições
brasileiras, sendo encontrada em jardins, quintais e plantios nas várias regiões
do Brasil. É popularmente conhecido no país como hibiscus, rosele(a),
groselha, papoula, flor da jamaica, azedinha, quiabo azedo, caruru-azedo,
caruru-da-guiné. Em outros países essa planta recebe outros nomes. É
chamado de jamaica (Espanha e México), cardade (Italia), karkade (Arábia),
roselle (Inglaterra) ou L´oiselle (França).
O Quiabo-de-angola tem muita versatilidade no mundo da culinária,
podendo ser utilizado no preparo de diferentes pratos a exemplo do suco feito a
partir dos frutos, das saladas onde são utilizadas as folhas, de cozidos com
folhas, frutos e talos, entre outros como chás, geléias, e cremes.
Kilombo Mesquita – A comunidade surgiu por volta do Ciclo do Ouro em
1746. Constituído por negros escravizados que trabalhavam no Garimpo Santa
Luzia, teve sua autonomia ainda antes da assinatura da Lei Áurea. Marca viva
da resistência aos resquícios da escravidão hoje luta para se manter no que
restou de seu território tradicional. É o único quilombo certificado do país com
parte de seu território no Distrito Federal.

PROGRAMAÇÃO FESTA DO N´GOLO
DIA 14/07
10h – Início das atividades
11h – Transmissão da disputa de 3º lugar da Copa do Mundo 2018
14h – Apresentação Capoeira de Angola
16h – Abertura Oficial – Batizado do N´golo
17h – Oficina de dança “Cacuriá”
18h – Apresentação do Grupo Som de Kilombo
– Dança do N’golo
– Acendimento da fogueira
22h – Encerramento
Dia 15/07
11h – Início das Atividades
12h – Transmissão da final da Copa do Mundo 2018
16h – Apresentação da dança da Raposa
21h – Encerramento
Obs: Nos dias 14 e 15 haverá TV no local transmitindo os jogos finais da Copa
do Mundo 2018.
ENDEREÇO: Associação Renovadora do Kilombo Mesquita, Viveiro, GO-521
Km 08, Cidade Ocidental/GO

Share This