Comunidades Quilombolas de Pernambuco se Organizam para enfrentar o Etnocídio

O sistema político Brasileiro tem sido o principal responsável pelo grande aumento do número de mortes da população negra e pelos retrocessos nos direitos conquistados.

Estamos presenciando as investidas do atual governo na fragilização das organizações que tem como objetivo efetivar direitos. O INCRA por exemplo teve 70% de seus recursos cortados inviabilizando a política fundiária que atende as comunidades Quilombolas.

Estamos amendrondatados com o possível resultado da votação da ADI 3239 que acontecerá neste dia 18 de outubro.

Mesmo meio a tantas coisas ruins as comunidades quilombolas foram protagonista nestes últimos 15 dias nas mobilizações para as conferências municipais de promoção da igualdade racial.

O estado de Pernambuco sempre foi protagonista nas realização deste tipo de conferência infelizmente essas ações se concentravam nas cidades próximas da Capital. Este ano graças as mobilizações e parcerias das comunidades quilombolas o interior Pernambucano aumentou em mais de 50% o número dos municípios que realizaram essas conferências.

Destacam -se além das conferências as propostas inovadoras e criação dos conselhos municipais e implantação de secretarias ou diretorias municipais de Promoção da igualdade Racial.

 

 

Fonte: Quilombos de Pernambuco.

Comunidades Quilombolas de Pernambuco se Organizam para enfrentar o Etnocídio