13 jul

COVID-19 avança em territórios quilombolas e contamina mais de 3.400 pessoas

Ascom Conaq

Enquanto o número de quilombolas infectados pela COVID-19 aumenta a cada dia, o Estado brasileiro continua insensível e nada tem feito para auxiliar a população quilombola na mitigação dos avanços do coronavírus em seus territórios que já deixou um rastro de 133 mortes.

O PL 1142/2020 que previa a implantação de medidas emergenciais para povos quilombolas, indígenas e comunidades tradicionais, foi sancionado em 07/07 com 76% de vetos – exatamente tudo que contemplava os povos quilombolas e comunidades tradicionais. “O veto dele esfacelou o projeto” lamenta Biko Rodrigues, coordenador executivo da Conaq.

O Estado do Pará puxa os índices de contaminações e no último domingo anunciou 1.367 quilombolas acometidos pela COVID-19. “O presidente escolheu nosso povo para morrer. Com esses vetos vai agravar mais a situação” ressalta Sandra Andrade coordenadora executiva da Conaq.

error

Enjoy this blog? Please spread the word :)

Instagram