Aloysio Nunes anuncia retomada da negociação do uso da base de Alcântara pelos Estados Unidos

Após reunião nesta segunda (4) com o secretário de estado norte-americano, Mike Pompeo, o ministro anunciou uma negociação para um Acordo de Salvaguarda Tecnológica (AST) para utilização da Base de Lançamento de Alcântara, no Maranhão.


Por Rafael Cardoso, São Luís

 

EUA e Brasil negociam o uso da base de Alcântara para lançamento de foguetes e satélites   (Foto: Arquivo)

EUA e Brasil negociam o uso da base de Alcântara para lançamento de foguetes e satélites (Foto: Arquivo)

Após reunião nesta segunda (4) com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, anunciou a retomada de negociações para um Acordo de Salvaguarda Tecnológica (AST) que permitirá a utilização da Base de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, pelos Estados Unidos.

As informações são do Ministério das Relações Exteriores, que diz que a ideia vinha desde o governo de Fernando Henrique Cardoso. As negociações já devem ter início, mas ainda não há prazo final para conclusão.

O ministro Aloysio Nunes esclareceu que a AST é um acordo recíproco que resguarda a propriedade tecnológica e intelectual de ambos os países. A forma como isso será feito ainda está em discussão.

Além disso, segundo o Ministério, o Brasil não perde a propriedade da base de Alcântara, que interessa a vários países devido a sua posição perto da linha do Equador e proporciona economia de combustível para o lançamento de satélites.

*Matéria original do jornal O Globo, postada pelo site do jornal em 05 de junho de 2018.